top of page

Dobradinha: Conversamos com Marcello Ciavaglia sobre as vitórias no Torneio de Verão

Marcello Ciavaglia, 44, começou o ano com o pé direito. No tradicional concurso Torneio de Verão, que acontece em duas etapas consecutivas no Clube Hípico de Santo Amaro, Ciavaglia faturou as principais provas. Na primeira semana com a já experiente GR Garuda e, na segunda semana, com o jovem Premier 2S. O concurso que abre a temporada hípica contou com 1908 inscrições divididas entre as duas semanas. Na série principal, 14 conjuntos disputaram a primeira semana e 36 a segunda. Na I Etapa do Torneio de Verão, 5 cavaleiros se classificaram para o desempate do Clássico. O segundo lugar ficou com o multi-campeão José Roberto Reynoso, com seu recém-adquirido Caetano G, animal de criação nacional, que saltava as categorias de amador/cavalos novos até o ano passado. O conjunto fechou a prova com duplo zero no tempo de 40s22. Quase 6s mais rápido, em 34s22, Marcelinho levou mais um BH ao topo do pódio. O cavaleiro já coleciona alguns títulos na carreira com GR Garuda, entre eles a classificação para a Copa do Mundo de 2021 cancelada por conta do covid-19.



Marcellinho e GR Garuda (Douglas x GR Donatella por Corland) a caminho da vitória na I Etapa do Torneio de Verão


Já a segunda semana do Torneio de Verão, contou com apenas dois zeros no primeiro percurso. Os mesmos dois cavaleiros que lideraram a prova na semana anterior. Desta vez, Reynoso levou o 8 anos Cassilero Jmen ao melhor tempo no desempate com 4pp. Único duplo zero da prova, Ciavaglia subiu no topo mais alto do pódio com seu Premier 2S, de 11 anos, que está com o cavaleiro há pouco mais de 2 anos.


Em atuação com Premiere 2S (Emilion x GR Elektra por Mirage)



Comemorando o repeteco do pódio no Torneio de Verão: Marcello Ciavaglia e Zé Roberto Reynoso


O ano hípico terminou tarde em 2021, já que a última prova do ano para alguns cavaleiros foi o XMAS Tour no Doda Training Center, com encerramento no dia 19 de dezembro. Pensando nisso, conversamos com Marcello Ciavaglia para entender o processo de trazer seus cavalos de volta ao alto rendimento em excelente forma já tão cedo.


Confira abaixo o nosso papo com ele!


Contando com férias, volta aos treinos e preparação dos animais para a temporada 22, qual foi o planejamento de retorno dos seus animais para começar o ano já tão bem?

Marcello: O planejamento foi feito de maneira individual para cada cavalo, visando um retorno moderado para cada um deles e também o máximo rendimento "possível" na competição. Eu preferi começar com a Garuda na primeira semana, por ela ser mais experiente e ter a chance de classificar no GP sem esforçá-la demais e sem precisar dar o máximo do cavalo já no começo do ano. Junto a ela, inscrevi um cavalo que está se consolidando nos GPs, que é o Cartouche, para pegar rodagem e experiência. Durante a primeira semana saltei poucos cavalos para poder fazer o curso com Jos Kumps, no Haras Terra Brasilis. Fiz esse curso com meu cavalo mais difícil, o Premier 2S, e foi realmente muito difícil realizar o curso com ele. Mas eu tinha absoluta certeza que seria o melhor treinamento pré-competição para nós dois.


Uma das suas características mais marcantes é a pluralidade de animais que leva ao esporte de alto rendimento. Como você consegue preparar os cavalos tão rápido e mantê-los em forma por tanto tempo?


Marcello: O segredo foi passar por uma vivência no começo da minha carreira em que não era suficiente para os cavalos chegarem no máximo esportivo, mas sim se manterem com constância no máximo de sua forma física e mental. Se os poucos cavalos que tive na vida tivessem mancando ou passado por algum infortúnio por excessos, eu ficava "a pé " literalmente! Então, faço meus treinamentos voltados para o físico e o mental do cavalo, com rotinas que estimulam a inteligência, competitividade natural e cumplicidade do conjunto.


Como são os treinamentos pré-prova?


Marcello: Quando preciso estar afiado, meu treinamento pré-prova é o mesmo passado durante clínicas e cursos que ministro durante todos esses anos. Sempre fiz questão de repassar essa experiência simples e muito eficaz. Ele é basicamente o mesmo há mais de 20 anos, tendo algumas alterações em nível de dificuldade, conforme o grau de experiência de cada cavalo ou conjunto. Venho aperfeiçoando e aprimorando esses exercícios, não só pela evolução do nosso esporte, mas também pela evolução que os cavalos estão tendo.


Um exercício que gosto muito é composto de uma ginástica com "in and out", seguido de linhas retas curtas, linhas em curva e ginástica de composto. Tudo dentro do percurso, para ativar o reflexo e respeito natural do cavalo, controle e maleabilidade do conjunto, sem movimentos bruscos ou interrupção do movimento natural para frente.


"Faço meus treinamentos voltados para o físico e o mental do cavalo, com rotinas que estimulam a inteligência, competitividade natural e cumplicidade do conjunto" - Marcello Ciavaglia

Texto e imagens: 2clac




Comments


bottom of page